Saiba porque comprar uma franquia é melhor do que abrir um negócio do zero

Soluções de tecnologia: investimentos de franqueado e franqueadora
junho 4, 2018
As Franquias de Consultoria vão crescer nos próximos anos. Saiba por quê!
julho 2, 2018

Todos os dias, milhões de brasileiros acordam com um grande sonho: empreender, ter um negócio próprio e assim, ter o controle da vida financeira e da carreira profissional.

E com o crescimento continuado, em ótimas taxas, do Franchising no Brasil, uma dúvida é comum às pessoas que querem dar um salto na vida profissional: o que é melhor, abrir um negócio próprio ou comprar uma franquia?

Vamos falar um pouco sobre as diferenças nos itens mais importantes de um empreendimento.

Nos acompanhe aqui e saiba porque comprar uma franquia é melhor que abrir um negócio próprio.

Negócio próprio ou franquia?

Planejamento

Quando planejamos um negócio próprio, devemos considerar todas as etapas, e resumidamente falamos de (sem uma ordem obrigatória):

    • Definição do produto ou serviço;
  • Pesquisas de mercado;
  • Definição do público-alvo;
  • Criação do plano de marketing;
  • Investimento em propaganda;
  • Regularização da empresa e do negócio (licenciamentos, vistorias);
  • Compra ou aluguel do ponto/ escritório;
  • Compra de equipamentos e móveis;
  • Contratação de pessoal;
  • Entre outros.

E o empreendedor terá de gerir todo o processo pessoalmente. É extremamente complexo e ele terá pouca margem de erro para atingir o retorno no prazo de desejado. Erros de avaliação ou atrasos podem custar valores imediatamente e comprometer a rentabilidade futura.

Nas franquias, existe uma marca reconhecida e um plano de negócio pronto e testado, e as franqueadoras são responsáveis, assessoram ou facilitam diversas etapas.

Elas têm este processo mapeado conforme os objetivos e valores que a marca exige. Isto torna esta fase seja mais segura e eficiente, pela experiência que a franqueadora tem e o próprio interesse comercial na melhor implantação possível.

Planejamento em franquias.

Plano de Marketing

Este é um grande desafio para um negócio próprio: fazer a marca ser conhecida, disseminada no público-alvo da forma correta e reconhecida ao longo do tempo. É preciso um grande conhecimento específico em Marketing ou ter uma equipe especializada – o que significa custo.

Aqui entra uma das principais vantagens das franquias: todo o marketing é definido pela franqueadora. Desta forma, o franqueado se beneficia de um plano pronto, que vai considerar, inclusive, as características regionais da unidade que será implantada.

O franqueado paga a Taxa de Marketing mensalmente, o que historicamente é mais lucrativo do que investir em pessoal e tempo (e riscos) que podem ser usados em outras atividades.

Marketing em franquias.

Quer mais informação para a decisão de comprar uma franquia? Clique aqui.

Investimento inicial

Existe uma visão no mercado de que o investimento inicial em um negócio próprio é menor do que em uma franquia, devido à Taxa de Franquia – valor pago para a entrada no sistema de franquias da marca e que representa a transferência de know-how (o conhecimento técnico e empresarial da franqueadora sobre a marca), o valor da marca em si e os treinamentos que serão ministrados para as equipes gerencial e operacional.

Porém, alguns pontos devem ser considerados:

  • A transferência de know-how elimina o planejamento individual e riscos de diversas etapas até a criação e comercialização do produto.
  • O valor da marca é algo extremamente importante, no negócio próprio a marca precisará vencer o anonimato e a um custo operacional muito maior.
  • Existem diversas despesas que estão cobertas na Taxa de Franquia, como a assessoria de pesquisa de ponto, legalização e orientação jurídica e administrativa.

E existem dois grandes custos ocultos nos negócios próprios:

  • O tempo, se mal administrado, pode levar a decisões financeiras ruins. Nas franquias ele é administrado com a expertise da marca.
  • O erro, de decisões ou de conhecimento, que resulta em perdas. Nas franquias, a marca orienta e se responsabiliza pelas decisões, isto reduz muito este risco.

Investimento em franquias.

Quer conhecer o modelo das franquias de baixo custo? Clique aqui.

Lucratividade

Nas franquias, parte do lucro mensal é enviada à franqueadora através:

  • Taxa de Royalties – para pagamento do suporte operacional.
  • Taxa de Marketing – para um fundo onde a franqueadora investe nas estratégias e propaganda globais (que afetem todas as unidades).

O que pode parecer uma perda de lucratividade, na verdade é um investimento do franqueado em custos relevantes para manter o padrão de visibilidade da marca e de qualidade de atendimento e processos. E que certamente seriam mais altos em um negócio próprio – só a mão-de-obra permanente para estas atividades já é um custo alto no Brasil.

Além disto, o estudo da franquia antes da implantação, leva em conta estes custos para o atingimento do lucro que seja atraente para o investidor e para a marca.

Por fim, são despesas boas, o franqueado recebe uma marca com visibilidade, um modelo de negócio consolidado e uma estratégia de marketing pronta.

Estes três fatores são os pilares de sucesso no investimento em uma franquia.

Lucratividade em franquias.

Quero ser um franqueado