6 pontos de atenção que todo candidato a uma Franquia deve fazer antes de escolher

Conheça modelos de Franquias para quem prioriza qualidade de vida!
Conheça modelos de Franquias para quem prioriza qualidade de vida!
outubro 16, 2018

6 pontos de atenção que todo candidato a uma Franquia deve fazer antes de escolher

6 pontos de atenção que todo candidato a uma Franquia deve fazer antes de escolher

Uma Franquia é uma excelente oportunidade de empreender, com a parceria de uma marca que já tem experiência e reconhecimento no mercado na abertura da unidade franqueada e durante a operação diária. Sem dúvidas, é um modelo de negócio atraente. Porém, é uma relação de longo prazo com responsabilidades, exige uma análise profunda antes da escolha e atenção a alguns pontos que vamos destacar neste artigo.

As Franquias cresceram muito nos últimos anos no Brasil. O faturamento do setor em 2017 foi 8% superior a 2016. Tanto sucesso desperta o desejo de muitas pessoas em deixar o mercado formal de emprego e empreender, tornar-se dono de um negócio e ser profissionalmente independente.

São muitos os atrativos para decidir por uma Franquia:

Franquia é um empreendimento em parceria

É um negócio em parceria com uma marca que tem experiência e reconhecimento no mercado.

Portanto, não há o desafio inicial de um negócio próprio em tornar a sua marca visível – uma estratégia que, mal dimensionada, pode colocar em risco o planejamento de retorno e lucro, comprometendo investimentos e capital de giro.

Franquia é um empreendimento com Plano de Negócio

O Plano de Negócio é a peça mais importante na montagem de um negócio. Nele estarão todas as definições, premissas, análises de potencial de mercado e concorrência, precificação, custos, receitas e despesas previstas, investimentos, oportunidades e riscos.

Como podemos ver, é um trabalho complexo e que leva semanas e até meses para chegar a um primeiro cenário válido. Em uma Franquia, o Plano de Negócios está pronto, com base na vivência da franqueadora e características regionais.

Franquia é um empreendimento com Plano de Marketing

O Plano de Marketing é um instrumento essencial para desenvolver as estratégias de visibilidade de uma marca, uso de canais tradicionais e digitais, captação e fidelização de clientes.

É algo que se apoia em um conhecimento profundo do mercado consumidor, do perfil de cliente e de representatividade dele no mercado. Uma Franquia já tem este estudo pronto e sempre atualizado para as condições regionais onde está sendo estudada por investidores.

Franquia é um empreendimento com Assessoria e Suporte

A franqueadora fornece – em níveis diferentes, conforme o produto e a complexidade – assessoria para diversos pontos na operação do negócio em si. Além disto, presta suporte durante todo o funcionamento da unidade, além de um canal de relacionamento com os franqueados.

Mas, como todo negócio de longa duração e com uma série de responsabilidade, é preciso ter alguns cuidados antes de escolher.

1 – Considere a afinidade na escolha de uma Franquia

Pode parecer lógico afirmarmos isso, mas muitas pessoas decidem investir em segmentos que:

  • Estão em alta ou na moda, e não se sustentam a longo prazo, ou precisam de um esforço muito maior, representando um alto risco;
  • São tradicionalmente lucrativos, como restaurantes e comércio de roupas, visando a performance. São segmentos que exigem grandes esforços, proporcionais ao retorno, o que pode desmotivar quem não conhece ou não tenha real afinidade. A aposta fácil pode ser tornar um grande problema.

Em suma, podemos dizer que gostar do produto ou serviço não dá a garantia de sucesso, mas é o primeiro passo para uma escolha. Gerir algo que não gostamos, apenas pelo lucro (que também está ligado à dedicação real ao negócio), pode trazer uma frustração maior do que ser empregado.

2 – Estude a dinâmica de funcionamento do segmento

Gostar de cozinhar e ter conhecimento nível chef certamente é um ótimo argumento para uma franquia de restaurantes. Você tem afinidade com o produto.

Porém, como gestor, você estará mais tempo (senão todo) do lado de fora da cozinha, e esta realidade pode ser desmotivadora. Você pode administrar na condição de produtor, mas será preciso uma estrutura para as demais rotinas.

Este cenário é bastante comum em negócios onde existe a arte e o negócio em ambientes distintos.

Da mesma forma, podemos gostar muito de vender um produto, mas descobrir que a rotina de gestão dele exige competências que não temos. O segredo aqui é não insistir e buscar um segmento onde produto e gestão sejam confortáveis para você.

Atenção antes de escolher franquia

3 – Analise profundamente a questão financeira

Uma Franquia pode trazer lucros maiores em menor tempo, porém como todo negócio, exige:

  • Um investimento inicial;
  • A taxa de franquia, paga na assinatura do contrato;
  • O capital de giro.

Durante a operação, são pagas as taxas de royalties e de marketing, além das despesas e custos inerentes ao funcionamento.

Um aspecto importante é, além dos valores acima, ter uma reserva pessoal por, no mínimo, o prazo de retorno estimado, para que não precise fazer retiradas e assim possa reinvestir ou usar o lucro para cobrir eventuais meses de prejuízo.

4 – Avalie as condições da franqueadora para o imóvel

É importante avaliar bem as condições que a franqueadora define para o ponto comercial, diferentemente das franquias home office como a Expense Reduction Analysts – ERA que não têm esta preocupação.

A franqueadora poderá impor condições para o perfil do imóvel – localização, proximidades de comércio que deprecie a marca, visibilidade da loja – e inviabilizar uma escolha prévia do candidato.

Na prática, pode representar um imóvel próprio que não será usado e uma despesa adicional de aluguel, que certamente não estava prevista nas primeiras ideias de ter uma franquia, e vai impactar no planejamento feito até este momento.

5 – Pesquise a imagem e a reputação da franqueadora

O Franchising é um modelo de negócio, e como tal não está imune a empresas que não se planejam adequadamente ou podem ter dificuldades durante o processo de franqueamento.

Mesmo com uma taxa de mortalidade oito vezes menor que negócios tradicionais, é fundamental pesquisar sobre a marca e a empresa controladora dela. Algumas ações simples ajudam a fazer esta análise:

  • Redes sociais: pesquise o que os consumidores relatam nas redes sociais da marca, nível de reclamações, se a marca responde e se demora – isso mede o envolvimento dela com o consumidor;
  • Orgãos de defesa do consumidor: investigue se há reclamações, qual o perfil delas, a taxa e o tempo de resposta, se os clientes ficaram satisfeitos;
  • Conversas com franqueados: eles podem relatar boas experiências, dificuldades iniciais, problemas recorrentes, insatisfações com o produto.

Uma pesquisa demorada e profunda não impedirá que problemas pontuais surjam no futuro, mas dará mais segurança para dar o passo seguinte: contatar a marca para candidatar-se à franquia.

6 – Leia cuidadosamente a COF (Circular de Oferta de Franquia)

Ao candidatar-se para a compra de uma unidade franqueada, é entregue a COF – Circular de Oferta de Franquia, um documento obrigatório por Lei, onde estarão dispostos os detalhes do negócio e sua operação, todas as responsabilidades e direitos das partes, inclusive minuta do Contrato, a relação de franqueados, dentre outras informações necessárias para tomada de decisão.

A leitura cuidadosa deste documento é fundamental para o andamento do processo. Recomenda-se a consultoria de um advogado especializado para levantar as questões que não ficarem claras.

Esperamos que estes pontos de atenção ajudem você a tomar a melhor decisão para ser um franqueado.

Você tem interesse em uma Franquia Home Office? Então pode ser a oportunidade de conhecer a Expense Reduction Analysts – ERA!

Agende uma reunião com um de nossos consultores.

Quero ser um franqueado